HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

008/28/2006

Recursos Humanos promove atividades físicas e terapêuticas

Por Danielle Fernandes



Visando a promoção da saúde e a melhoria da qualidade de vida dos profissionais do HGB, a Divisão de Recursos Humanos do Hospital implanta o Projeto “HGB Vida”, no dia 04 de setembro. O projeto consiste em oferecer, gratuitamente, atividades físicas e terapêuticas para elevar a auto-estima do trabalhador, reduzindo o estresse físico e mental.

Serão disponibilizados para os profissionais: Dança de Salão, Dança Flamenca, Yoga, Ginástica Localizada, Musculação, Alongamento, Capoeira, Karatê, Ginástica Laboral, Shiatsu Expresso, Massoterapia e Coral. Todos os funcionários da Unidade podem participar, servidores e terceirizados, basta se inscrever na Coordenação de Segurança e Saúde do Trabalhador, no Prédio 4/ 2º andar, com a secretária Giselle, das 8h às 17h. As inscrições já estão abertas.

As atividades são gratuitas, porém como forma de contribuição social, está sendo solicitada a doação de um quilo de alimento não perecível por cada área escolhida. Os produtos arrecadados irão compor cestas básicas, que serão distribuídas mensalmente para os usuários de baixa renda pelo Serviço Social do HGB. O Espaço “HGB Vida” fica no Prédio 4 (Administração), 7º andar. As vagas são limitadas, então corra! Confira a lista de atividades aqui.

 

Justificativa e realização do HGB Vida

“Nós queremos enfatizar a importância da atividade física para o profissional que trabalha em um hospital. Estamos preocupados com os altos índices de doenças ocasionadas por sedentarismo e estresse, e pensamos em uma forma de incentivar o trabalhador a se permitir cuidar dele próprio sem ter nenhum custo”, explica Arlene Gidra Gomes, diretora de Recursos Humanos do HGB. Segundo a fisioterapeuta do HGB, Nadjane Pereira, a sobrecarga física e emocional vivenciada pelos trabalhadores somada ao estresse e ao sedentarismo está levando os profissionais a se afastarem por doenças, principalmente, as do sistema osteomuscular e a hipertensão, que podem ser prevenidas ou controladas com essas atividades físicas e terapêuticas que serão oferecidas no HGB.

Para viabilização do Projeto foi realizado um levantamento pela DRH, Coordenação de Segurança e Saúde do Trabalhador (CSST) e Grupo de Humanização do custo de equipamentos e material necessários, além dos profissionais capacitados específicos as áreas. Este planejamento com a justificativa foi enviada à Coordenação de Desenvolvimento de Recursos Humanos do Ministério da Saúde (CODER/ CGRH/ SAA/ MS), que liberou os recursos necessários para a viabilização do projeto no período de setembro a dezembro/ 2006. “Para o ano de 2007, acreditamos que os recursos também deverão ser mantidos, face os resultados que o Projeto alcançará”, afirma Arlene.

Como surgiu a idéia

Em 2000, o HGB foi o único hospital do Rio de Janeiro a participar do projeto piloto do Programa Nacional de Humanização Hospitalar (PNHH). Com a criação do Grupo Técnico de Humanização do HGB, no mesmo ano, foi realizada uma Oficina, na qual se identificaram queixas freqüentes dos funcionários com relação ao sedentarismo, ao desenvolvimento de doenças crônicas e à falta de tempo, de recursos financeiros, de incentivo e de oportunidade. Uma das possíveis soluções seria a criação de um espaço destinado à redução do estresse físico e mental.

Já, em 2003, a Divisão de Recursos Humanos do HGB realizou uma pesquisa com os trabalhadores com relação a prática de atividades físicas e terapias alternativas. Foi identificado que 90% dos pesquisados não praticavam nenhuma atividade por falta de tempo, entre outros, apesar de considerar de grande importância para sua qualidade de vida. No ano de 2005, a Coordenação de Segurança e Saúde do Trabalhador (CSST) do Hospital identificou que as licenças médicas totalizaram uma média de 30.350 dias perdidos. O principal grupo de causas de afastamento por doença era as osteomusculares e as do tecido conjuntivo, com destaque para as dores na coluna cervical e lombar, seguidos dos afastamentos por hipertensão arterial.

Preocupada com essa situação, a Divisão de Recursos Humanos, a Coordenação de Segurança e Saúde do Trabalhador, em parceira com o Grupo de Humanização do HGB elaborou o Projeto HGB Vida, a exemplo de várias empresas, focado na promoção da saúde e na qualidade de vida do trabalhador. Com isso, o Hospital Geral de Bonsucesso passa a ser a primeira unidade de saúde a ter um projeto nesta área.

 

Diagnóstico

A maioria dos trabalhadores do HGB passa parte da jornada de trabalho em pé e/ou realizando atividades que exigem um grande esforço físico, adotando posturas inadequadas e realizando tarefas rotineiras e repetitivas. Além disso, vivenciam situações conflitantes, de sofrimento, envolvendo morte de pacientes e estresse dos familiares no seu dia-a-dia de trabalho. Os baixos salários, muitas vezes, obrigam estes profissionais a enfrentar duplas ou triplas jornadas de trabalho. Todos estes fatores geram estresse físico e psicológico, que aumenta o risco de adoecimento e afastamento da sua atividade laboral.

 

Voltar

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

05/04/2019 - NOTA ABERTA À POPULAÇÃO

30/11/2018 - PREOCUPAÇÃO COM A PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

09/11/2018 - DOAÇÃO DE SANGUE NO HFB

09/11/2018 - Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata.

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
285049 visitantes