HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

10/002/2006

HGB realiza procedimento inédito

Por Thaís Martinelli



O Serviço de Hemodinâmica do HGB realizou, no dia 15 de setembro, um implante de Prótese Aórtica para tratamento de aneurisma abdominal, que foi um procedimento inédito no Hospital. A prótese, ELLA Stentgraft, foi fabricada na República Tcheca e é feita de malha em aço, revestida por dentro de poliéster e serve para restabelecer o fluxo sanguíneo e proteger a parede do vaso contra o rompimento do aneurisma.

O procedimento teve a duração de duas horas e contou com uma equipe composta por dois anestesistas, três médicos, um residente, dois auxiliares de enfermagem especializados em hemodinâmica e um técnico de hemodinâmica.

Após a implantação da prótese, que tem 16cm de comprimento, o paciente ficou dois dias na Unidade Coronariana e mais dois dias na Enfermaria do Serviço de Cirurgia Vascular.

Médico vem do Sul para ajudar no procedimento

Para ajudar na cirurgia, o Dr. Adamastor Humberto Pereira, chefe do Serviço de Cirurgia Vascular dos Hospitais das Clínicas da PUC de Porto Alegre, conhecido internacionalmente pela experiência em colocar a prótese, veio do Rio Grande do Sul especialmente para realizar a cirurgia, junto com os médicos do HGB, Dr. Paulo Cezar de Carvalho, chefe do Serviço de Hemodinâmica e Terapêutica Endovascular do HGB, e o cirurgião vascular Dr. Felipe Murrad.

Segundo o Dr. Paulo, o paciente Manuel Gancedo Suarez, 75 anos, tinha o seguinte diagnóstico: aneurisma de aorta abdominal, infra-renal de 7,8cm (dilatação), com dor abdominal importante e sinais radiológicos de ruptura. “Se o aneurisma rompe, o paciente vai a óbito e para evitar que isso aconteça, a prótese forma uma parede artificial que evita danos ao paciente”, disse o médico.

Ele explica ainda, que o paciente necessitou da prótese devido a várias ocorrências diagnósticas, tais como: insuficiência renal crônica, hipertensão arterial sistêmica, estenose da arterial renal direita, pancreatite crônica reagudizada há quatro meses. “Esses fatores aumentam o risco operatório do paciente e em um hospital particular ele gastaria aproximadamente 100 mil reais para colocar a prótese”, ressaltou Dr. Paulo.

Voltar

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

05/04/2019 - NOTA ABERTA À POPULAÇÃO

30/11/2018 - PREOCUPAÇÃO COM A PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

09/11/2018 - DOAÇÃO DE SANGUE NO HFB

09/11/2018 - Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata.

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
304498 visitantes