HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

003/10/2008

Gripe não, Meningite.

Por Janine Souza

Muitas pessoas associam meningite à gripe, por terem os mesmos sintomas, e por isso não dão a devida importância ao caso. Para uma explicação mais específica a meningite é uma inflamação das membranas que recobrem e protegem o sistema nervoso central, as meninges. Podendo ser de origem viral, adquirida depois de alguma gripe ou outra doença causada por vírus. Pode ser causada por agentes infecciosos como bactérias, vírus, fungos e outros e não infecciosos como traumatismo.

 

Para a saúde pública, os principais agentes infecciosos são as bactérias e os vírus. As bactérias são sem dúvida os agentes responsáveis mais importantes na meningite. A transmissão da doença ocorre através da fala, tosse, espirros e beijos que o meningococo passa da garganta de uma pessoa para outra.É importante ressaltar que algumas pessoas podem transmitir o meningococo sem estarem doentes.

 

A bactéria entra no organismo pelo nariz e aloja-se no interior da garganta em seguida vai para a corrente sanguínea podendo ocorrer pelo Cérebro ou difusão pelo corpo, causando uma infecção generalizada.

 

Para diagnosticar a doença é primordial exame de sangue. Algumas vezes é necessário realizar uma análise mais delicada do material para se encontrar as bactérias. Para maior eficácia o tratamento deve ser específico para cada caso de meningite. No caso de meningites virais não há tratamento específico, mas essas tendem a ser infecções menos graves. Para as infecções bacterianas o tratamento deve ser o mais rápido possível, pois a doença pode levar a morte ou a seqüelas neurológicas graves.

 

Existem vacinas para prevenir alguns tipos de meningite, dentre estas estão disponíveis no cartão de vacinação da criança as seguintes vacinas: BCG que previne meningite tuberculosa e Tetravalente que protege contra a meningite por Haemophilus influenzae tipo b, além de doenças como a Coqueluche, a Difteria e o Tétano. As vacinas contra a meningite meningocócica estão disponíveis para controle de surtos.

 

Para alguns tipos de meningite existe a possibilidade de prevenir novos casos da doença entre pessoas que tiveram contato prolongado com a pessoa doente até duas semanas antes do adoecimento, através da administração de antibiótico recomendado pelo médico.

 

O diagnóstico e o tratamento no inicio da doença são formas de prevenir complicações da doença.Outras formas de prevenção incluem: evitar aglomerações, manter os ambientes ventilados e a higiene ambiental e corporal.

 

Atenção redobrada aos sinais e sintomas:

  • Febre alta;
  • Dor de cabeça forte;
  • Vômito;
  • Rigidez no pescoço;
  • Manchas vinhosas na pele;
  • Estado de desânimo e moleza.
  • Nos bebês pode-se também observar:
  • Moleira tensa ou elevada;
  • Gemido quando tocado;
  • Inquietação com choro agudo;
  • Rigidez corporal com movimentos involuntários, ou
    corpo "mole", largado.

Para os casos de doenças de origem bacterianas a melhor maneira de prevenir novos casos diagnosticados, é o uso de máscaras e de antibióticos que podem prevenir a meningite das pessoas que estiverem em contato com um paciente que esteja com a infecção.

Voltar

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

05/04/2019 - NOTA ABERTA À POPULAÇÃO

30/11/2018 - PREOCUPAÇÃO COM A PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

09/11/2018 - DOAÇÃO DE SANGUE NO HFB

09/11/2018 - Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata.

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
285498 visitantes