HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

009/21/2010

Ministro da Saúde visita HFB

Por Danielle Fernandes



O Ministro da Saúde, Dr. José Gomes Temporão, visitou, no dia 8 de setembro, novos serviços do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB). A Diretora-Geral, Dra. Sandra Azevedo; o diretor-adjunto, Dr. Paulo César Carvalho; a diretora-médica, Dra. Lívia Frankenfeld; a diretora-administrativa, Leila Carvalho; membros da Direção e chefes de Serviços receberam o ministro e apresentaram a Unidade de Transplante Hepático Dr. Roberto Chabo e o Centro de Investigação e Pesquisa Aplicada (Laboratório de Biologia Molecular). Ao todo, foram investidos nesses serviços mais de R$965 mil em obras, R$408 mil em equipamentos e materiais médicos-hospitalares e R$60 mil em mobiliário.

Visitas de novas áreas reformadas também ocorreram nas outras cinco unidades que compõem a Rede Hospitalar Federal no Rio de Janeiro – hospitais federais do Andaraí, Cardoso Fontes, da Lagoa, de Ipanema e dos Servidores do Estado. O investimento total foi de cerca de R$ 8 milhões, aplicados em 16 obras e outras melhorias. Todo esse investimento faz parte do Programa de Reestruturação e Qualificação da Rede Hospitalar Federal no Rio de Janeiro, lançado em junho de 2009, pela Secretaria Executiva do Ministério da Saúde. Até 2011, serão investidos R$400 milhões nessas seis unidades. O objetivo principal é ampliar a cobertura dos seis hospitais na oferta de serviços de média e alta complexidade à população atendida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no Estado do Rio de Janeiro.

Unidade de Transplante de Fígado consolida excelência do Hospital na área

A Unidade de Transplante Hepático do HFB conta com seis leitos de cuidados intensivos para a internação durante o pré e pós-operatórios. O setor recebeu o nome do médico Roberto Chabo, que participou do primeiro transplante de rim da América Latina. Com a nova estrutura, situada no 3º andar do Prédio Central, o Serviço pretende alcançar a meta de 75 transplantes por ano – média comparável aos maiores centros transplantadores do mundo – e também será possível implantar um Centro Formador Multiprofissional para a disseminação de equipes aptas para atuar na área.

O Programa de Transplante Hepático Adulto e Infantil do HFB obtém grandes resultados para o Estado do Rio de Janeiro, tanto no campo científico, quanto na produtividade. Desde o início de suas atividades, em 2002, o HFB inovou com técnicas complexas e inéditas na rede pública do Estado. Esse desempenho do Hospital também ajuda a diminuir o tempo de espera de pacientes na fila por um órgão, que pode chegar a dois anos. Atualmente, o HFB é o maior Centro de Transplante Hepático do Estado, com a primeira colocação no ranking do Rio de Janeiro e o único que faz transplante infantil. No Brasil, o HFB está entre os três hospitais que realiza o procedimento em crianças abaixo de 10kg.

Laboratório oferece melhorias no diagnóstico e no tratamento de doenças

O Centro de Investigação e Pesquisa Aplicada (CIPA), ou Laboratório de Biologia Molecular, é o setor responsável por investigar patologias e realizar estudos de Epidemiologia, utilizando técnicas de biologia molecular. Os exames realizados contribuem para o diagnóstico mais rápido de doenças infecciosas, cânceres, entre outras, além de auxiliar no aconselhamento clínico. Com isso, o acompanhamento médico para determinadas doenças passa a ser integral e mais eficiente, possibilitando que o profissional realize um tratamento diferenciado, de acordo com a necessidade de cada paciente.

O setor oferece testes baseados na análise de DNA e RNA, nas áreas de Oncologia e Cardiologia, na detecção de infecções microbianas, nas infecções de fígado, nas DSTs, nas infecções oportunistas na área de transplantes, entre outros. Além disso, pode-se realizar a avaliação de perfis de multirresistência a antimicrobianos, o que contribui para o controle de infecções hospitalares. A detecção precoce destas bactérias multirresistentes é muito importante para iniciar o tratamento adequado e as medidas de isolamento dos pacientes, necessárias para se evitar a disseminação da infecção hospitalar. Também é utilizado na detecção precoce de infecção por tuberculose.

A utilização da técnica de biologia molecular traz notável benefício para o diagnóstico e para a terapia dentro da Unidade. Contribui para o direcionamento terapêutico adequado e, desta forma, melhora o prognóstico do tratamento, diminui o tempo de internação, além de reprimir o uso indiscriminado de antimicrobianos. Com o Laboratório, o HFB dá um enorme avanço nas pesquisas clínicas e oferece aos usuários a mais avançada tecnologia laboratorial existente na atualidade. Em termos práticos, permite que o paciente inicie o tratamento da doença com mais antecedência, aumentando as chances de cura e diminuindo as sequelas. Confira a lista de exames disponíveis no setor, localizado no térreo do Prédio 5, clicando aqui.

Voltar

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

05/04/2019 - NOTA ABERTA À POPULAÇÃO

30/11/2018 - PREOCUPAÇÃO COM A PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

09/11/2018 - DOAÇÃO DE SANGUE NO HFB

09/11/2018 - Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata.

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
304387 visitantes