HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

10/19/2011

"Torna-te o que tu és"



Nesta terça-feira, 18 de Outubro, comemora-se o Dia do Médico, data escolhida por ser o dia consagrado a São Lucas, o "amado médico", segundo o apóstolo Paulo. A tradição de ter Lucas como patrono dos médicos remonta ao início do século XV e, além do Brasil, ainda hoje é mantida em países como Portugal, França, Espanha e Inglaterra.

Nos corredores do Hospital Federal de Bonsucesso, o cardiologista Júlio Lohmann consegue, por onde passa, transformar o ambiente frio de hospital em alegria e esperança para pacientes, e também funcionários da unidade. Lohmann acredita que afeto, amor e carinho são muito importantes para o tratamento das doenças e também para o desenvolvimento das relações humanas.

Seu otimismo em relação às pessoas fez com que ficasse conhecido como "Doutor Potência", em alusão ao pensamento do filósofo Nietzche. "Nietzche dizia torna-te aquilo que tu és, e nós somos, indistintamente, seres humanos maravilhosos, um espetáculo, uma potência".

Lohmann, no seu dia a dia, busca extrair o melhor daqueles com quem convive e para isso não mede esforços. Já houve época em que colocou a Emergência do Hospital de Bonsucesso para ouvir música clássica, em um rádio improvisado de seu carro, promoveu cafés da manhã também regados à boa música e, ultimamente, anda colando seus pacientes a cantar.

Apreciador de poetas como Fernando Pessoa e Vinícius de Moraes, o médico cita um trecho da crônica 'A transfiguração pela poesia', de Vinícius, para tentar exprimir a relação com seus pacientes: "Creio firmemente que o confinamento em si mesmo, imposto a toda uma legião de criaturas pela guerra, é dinamite se acumulando no subsolo das almas para as explosões da paz". Ele explica: "acho que o amor tem que ser compartilhado. Para mim, conviver, é mais importante que viver. Eu preciso dos meus pacientes".

Aos 62 anos, e 35 anos de profissão, Lohmann ingressou no Hospital de Bonsucesso por concurso em 1977. Antes disso, havia sido residente no Hospital Servidores do Estado, e também trabalhou no Hospital do Iaserj (Instituto de Assistência ao Servidor do Estado do Rio de Janeiro). Conta que, assim como outros médicos, chegou a montar um consultório particular, mas logo desistiu para poder se dedicar inteiramente aos pacientes que atendia nos hospitais públicos. "No serviço público, atendendo os pacientes, me tornei médico e ser humano. Fiz uma opção e não me arrependo, consegui o que todos precisamos, afeto, reconhecimento e principalmente, aprendi a reconhecer os outros".

Filho do psiquiatra Alberto Amadeu Lohmann, que trabalhou na Colônia Juliano Moreira, em Jacarepaguá, e de Beatriz Constant Lohmann, o médico acredita que a escolha da profissão foi influenciada pelos pais. "Minha mãe sempre foi uma pessoa envolvida com as dores do mundo e minha casa era uma Meca dos desvalidos. Papai dava muito plantão e na ausência dele, minha mãe resolvia os problemas da comunidade, dava injeção, fazia curativo", relembra.

"Para ser médico é preciso se ver no outro, é uma questão de alteridade, para tanto é preciso oferecer ao outro o que você gostaria de receber e eu não perco essa oportunidade de tornar o outro meu igual. Sou o que uma vez sonhei ser, assim como meu pai, funcionário público da área da saúde", finaliza.

O Juramento de Hipócrates

No Ocidente, a medicina se constituiu em ciência na Grécia Antiga, com os primeiros relatos e experimentos de Hipócrates, há mais de 2 500 anos. Hipócrates é considerado o pai da medicina, sendo a primeira pessoa a buscar separar o conhecimento médico da superstição. Ele rejeitou a crença de seus contemporâneos de que as doenças eram causadas por deuses vingativos. Em vez disso, propôs que todas as doenças têm uma causa natural, inaugurando assim uma escola de medicina baseada em idéias racionais como essas. Ainda nos dias de hoje, boa parte dos cursos de Medicina mantém a tradição de seus alunos, no dia da formatura, repetirem o Juramento de Hipócatres.

"Eu juro, por Apolo médico, por Esculápio, Hígia e Panacea, e tomo por testemunhas todos os deuses e todas as deusas, cumprir, segundo meu poder e minha razão, a promessa que se segue:

Estimar, tanto quanto a meus pais, aquele que me ensinou esta arte; fazer vida comum e, se necessário for, com ele partilhar meus bens; ter seus filhos por meus próprios irmãos; ensinar-lhes esta arte, se eles tiverem necessidade de aprendê-la, sem remuneração e nem compromisso escrito; fazer participar dos preceitos, das lições e de todo o resto do ensino, meus filhos, os de meu mestre e os discípulos inscritos segundo os regulamentos da profissão, porém, só a estes.

Aplicarei os regimes para o bem do doente segundo o meu poder e entendimento, nunca para causar dano ou mal a alguém.

A ninguém darei por comprazer, nem remédio mortal nem um conselho que induza a perda. Do mesmo modo não darei a nenhuma mulher uma substãncia abortiva.

Conservarei imaculada minha vida e minha arte.

Não praticarei a talha, mesmo sobre um calculoso confirmado; deixarei essa operação aos práticos que disso cuidam.

Em toda casa, aí entrarei para o bem dos doentes, mantendo-me longe de todo o dano voluntário e de toda a sedução, sobretudo dos prazeres do amor, com as mulheres ou com os homens livres ou escravizados.

Àquilo que no exercício ou fora do exercício da profissão e no convívio da sociedade, eu tiver visto ou ouvido, que não seja preciso divulgar, eu conservarei inteiramente secreto.

Se eu cumprir este juramento com fidelidade, que me seja dado gozar felizmente da vida e da minha profissão, honrado para sempre entre os homens; se eu dele me afastar ou infringir, o contrário aconteça."

Voltar

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

05/04/2019 - NOTA ABERTA À POPULAÇÃO

30/11/2018 - PREOCUPAÇÃO COM A PROTEÇÃO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES

09/11/2018 - DOAÇÃO DE SANGUE NO HFB

09/11/2018 - Novembro Azul conscientiza homens para prevenção do câncer de próstata.

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
284989 visitantes