HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
 
Comunicação Social  Notícias |   Clipping | Vídeo | HFB Informa | Informe HFB
Home
O Hospital
Gestão
Centro de Estudos
Comunicação Social
CCIH
Ouvidoria
HFB Ciência
Sua Saúde
Links
Recursos Humanos
Programa de Diabetes


  você está aqui > Home > Comunicação Social > Notícias

009/19/2017

Solidariedade gera solidariedade



Texto e fotos: Fábio Borges

Doador frequente do Banco de Sangue do Hospital Federal de Bonsucesso, Jorge Luiz Gonçalves Sardinha, 55 anos (foto, ao centro), aproveita a oportunidade sempre que traz seu filho, Júlio César, 8 anos, para a consulta no ambulatório de neurocirurgia pediátrica. “Meu filho é atendido aqui desde quanto tinha menos de um ano de idade. Ele nasceu no Hospital de Madureira com hipertonia, então ele não anda, não fala, nem consegue sustentar a cabeça. Para ele sair para qualquer lugar sempre enfrentamos muitas dificuldades”, contou Jorge Luiz. Ele chamou a atenção da equipe do Banco de Sangue do Hospital Federal de Bonsucesso ao deixar o setor sempre levando o filho nos braços, o que não é recomendado para quem acabou de doar sangue. Mas não havia outra maneira, somente ele tinha a força necessária para transportar o filho no colo.

Uma rede de solidariedade

Lucinete Barros dos Reis (foto acima, à esquerda), responsável pela captação de doadores no HFB, assim como seus colegas do Banco de Sangue, ficou sensibilizada com a história de Jorge Luiz. Mesmo com todas as suas dificuldades, Jorge ainda fazia questão de ser um doador de sangue recorrente do Hospital. Lucinete deixou uma simples mensagem em sua página no Facebook, onde perguntou se algum dos seus contatos teria informações sobre “como conseguir uma cadeira de rodas para uma criança especial de oito anos”. Entre as muitas mensagens de solidariedade que recebeu, duas foram fundamentais: as de Ricardo Cabral e Gilberto Messias, que se voluntariaram para comprar a cadeira para Júlio César.

Foi no dia 14 de setembro, uma quinta-feira, que a cadeira para o menino Julho chegou no Banco de Sangue do HFB, onde Ricardo Cabral compareceu para fazer a doação e conhecer Jorge Luiz e seu filho. “Eu acho que para qualquer um que puder ajudar um pouquinho é uma questão de obrigação, pois o coração de cada um é o que vale. Mas a Lucinete é que é a alma disso tudo, ela ajuda muita gente”, revelou Ricardo.

Para Jorge Luiz, pai de Júlio César, significa que sua rotina e a de toda sua família se torna mais fácil de agora em diante com a nova cadeira de rodas. “Às vezes deixo de levar meu filho a muitos lugares, porque em casa só eu trabalho e consigo carregar ele nos braços. Agora tudo fica mais fácil, eu nem esperava ganhar esse presente”, comemorou Jorge Luiz, que agora pretende aumentar ainda mais a frequência com que doa sangue no hospital, além de incentivar amigos e familiares para que façam o mesmo. “Vou passar a vir mais vezes, parece que posso doar de três em três meses, e vou sempre tentar trazer mais pessoas”, se anima.

“São pessoas como ele que fazem a diferença”

O diretor-geral do HFB, Dr. Gilson Max de Freitas (na foto, à direita), também esteve no Banco de Sangue no momento e descobriu que já conhecia Ricardo Cabral (à esquerda na foto), que foi atendido no HFB para uma cirurgia de retirada de um câncer no Rim. “Isso mostra que nada é por acaso. Eu só tenho a agradecer ao Ricardo todo esse carinho pelo menino Júlio César e também pelo Hospital. Exemplos como o dele só estimula. São pessoas como ele que fazem a diferença. É de pessoas assim que precisamos para nos ajudar”, agradeceu Dr. Max. Ricardo lembrou ainda que “hoje se completam exatos oito anos em que fui operado aqui, em sete dias eu saí do hospital a salvo da doença”, disse.

Dr. Max, cirurgião do Hospital Federal de Bonsucesso há 26 anos, conhece melhor do que ninguém a importância da captação de doadores de sangue para a Unidade e reconhece as dificuldades do setor. “Aqui no Hospital estamos sempre promovendo campanhas para obter este recurso da forma mais rápida possível. Contudo, eu acho que ainda precisamos, até por parte dessa nova direção, tentar promover alguma mobilização junto aos profissionais e seus parentes. Os funcionários do HFB sabem como é a nossa luta para conseguir sangue, assim podemos fazer uma campanha para que eles venham doar sangue aqui, e ainda tragam familiares e até vizinhos para nos ajudar”, sinaliza.

Aqui vale lembrar que o Hospital Federal de Bonsucesso tem um perfil predominantemente cirúrgico, que realiza, em média, quase 730 cirurgias por mês, desde partos de alto risco até transplantes renais. Cada uma dessas cirurgias, para que aconteça, precisa de doações de sangue.

Voltar

21/04/2019 - INAUGURAÇÃO DE SERVIÇO

21/04/2019 - COLOCAÇÃO DE PRÓTESE FONATÓRIA

21/04/2019 - DIA DO OBSTETRA

21/04/2019 - AÇÃO INTEGRADA PARA HOSPITAIS FEDERAIS

09/04/2019 - DIA MUNDIAL DA SAÚDE

09/04/2019 - OUVIDORIA EM FOCO

 

HFBnet - Hospital Federal de Bonsucesso
Av. Londres 616 - Bonsucesso - Rio de Janeiro - CEP:21041-030

(21) 3977-9500
337267 visitantes